5 erros mais comuns em currículo e como evitá-los

5 erros mais comuns em currículo e como evitá-los

Para gerar interesse nos recrutadores e conseguir a vaga de trabalho ideal, montar um bom currículo é o primeiro grande passo a ser tomado. Afinal, muitas empresas chegam a receber dezenas — ou até centenas — de currículos por dia. No caso de grandes corporações, a triagem costuma ser mais rígida; e o tempo para analisar os documentos, bem menor. Então, é fundamental que você evite os erros mais comuns em currículo.

É muito importante que a redação e a formatação sejam impecáveis. Alguns deslizes na elaboração do currículo são muito comuns, independentemente do setor, área ou cargo almejados. Para ajudar você a acertar, separamos aqui alguns desses deslizes mais frequentes. Conheça e aprenda a evitá-los!

1.    Não incluir os seus objetivos

Com tantos currículos para avaliar, em certo momento o recrutador passará a ir direto ao campo que aborda seu objetivo como profissional. Este item deve constar no topo do currículo. Dependendo do que encontrar, pode abandonar a leitura ali mesmo.

Isso significa que o campo em questão deve estar em sintonia com suas estratégias de crescimento profissional. Procure ser bem específico. Não inclua muitas áreas ou cargos, pois isso pode transmitir a ideia de que você não está focado ou de que irá realizar qualquer atividade para garantir um emprego.

2.    Resumir demais sua experiência

Um erro frequente, ainda mais se o candidato está concentrado em encaixar o conteúdo em uma folha só: atenção, pois esse é um padrão norte-americano, não brasileiro. Em muitas situações, são profissionais de RH que fazem a primeira triagem dos currículos. Não é certo se eles identificarão todas suas habilidades em três ou quatro palavras.

Crie tópicos para esta área no documento. Exponha com clareza cada experiência que teve e suas respectivas atividades. Trata-se de um dos erros mais comuns em currículo, e provavelmente mais fatais. Porque, como na dica anterior, seu currículo pode ser descartado logo de cara.

3.    Supervalorizar a sua formação

Ao preparar o currículo, não é suficiente escrever somente “formado em 2010” Você precisa deixar claro o que cursou e onde realizou seus estudos.

Em “formação acadêmica”, também não é uma boa ideia apenas inserir cursos menores ou um curso livre. Se fez um curso breve, de uma semana, um mês ou três meses, por exemplo, inclua-o em “outras atividades”.

Tudo o que estudamos tem relevância para o conjunto de dados pessoais e para ser contratado. Porém, é preciso cuidado ao decidir onde colocar essa informação.

4.    Omitir informações relevantes

Todo e qualquer item que não pareça fazer sentido poderá criar falta de confiança no recrutador. Um exemplo disso é se o profissional procura omitir experiências de trabalho negativas, como algo sobre o qual ele não está confortável para falar.

Pode ser que ocorra a vontade de omitir um período no qual esteve desempregado, mas essa atitude pode acabar de modo desagradável. Quando se comete esse tipo de erro, existe o risco de a entrevista passar a se concentrar justamente nesse ponto que foi omitido. Portanto, o adequado é que você esclareça tudo antes.

5.    Mentir a respeito do seu cargo

Outra situação que configura um dos erros mais comuns em currículo é mentir sobre o cargo, como citar uma posição acima da que você ocupou em outra empresa. Um profissional pode ter passado cinco anos como supervisor e somente seis meses como gerente. Porém, no currículo, deixa a entender que atuou como gerente por todo esse período, o que não é certo.

Por mais que exista a tentação, não é nada ético agir assim. Se permaneceu somente seis meses como gerente, deverá relatar o tempo em cada posição corretamente. Fica bem claro então que cada detalhe do currículo deve ser cuidadosamente descrito pelo candidato à vaga. Além desses erros mais comuns em currículo, existem ainda muitos outros pontos importantes. Mas o uso do bom português, clareza, informações completas e verdadeiras e de objetividade já garantem muitos passos em sua busca.

Esperamos que nossas dicas tenham sido úteis e esclarecedoras para você que busca recolocação no mercado. Curta a nossa página no Facebook e acompanhe mais informações úteis como essa sobre o mercado de trabalho.

Adicionar um comentário


Cadastre-se na Newsletter
X

Receba nossos conteúdos por e-mail.
Clique aqui para se cadastrar.