Como evitar frustrações ao procurar um novo emprego?

Como evitar frustrações ao procurar um novo emprego?

Procurar um novo emprego não é mesmo uma tarefa fácil. Tanto pela ansiedade em encontrar uma oportunidade quanto pela possibilidade de levar um tempo maior do que o esperado.

Com isso, muitas vezes a frustração surge. E, junto a ela, outros sentimentos desanimadores que pode fazer com que você desista dessa busca. O que fazer, então, para evitar isso e manter seu direcionamento no que realmente importa?

Neste artigo, você confere algumas dicas que podem ajudar a administrar melhor suas emoções. Continue a leitura!

Estabeleça uma rotina para procurar um novo emprego

Para começar, é fundamental que você se mantenha ocupado. Mas além de seus compromissos particulares, é interessante manter uma rotina na busca por um novo emprego. Monitore vagas, frequente grupos em redes sociais e faça contatos.

Assim, com frequência, você conseguirá oportunidades de entrevistas e processos seletivos. Além de se sentir útil e conseguir perceber seus esforços para mudar de vida. Não faça grandes planos para não se decepcionar, foque no que está ao seu real alcance.

Seja bastante proativo

Tente sair de casa para procurar um novo emprego, pois enviar currículos por e-mail nem sempre é suficiente. Faça um curso, aprenda uma nova língua, compartilhe seu conhecimento em encontros de sua área de atuação, candidate-se para um trabalho voluntário e continue a melhorar seu currículo sempre.

Todas essas atividades farão a diferença na hora da sua contratação, e faz com que você circule independentemente de um status profissional. Quem sabe, assim, uma vaga não surja quando você menos espera? O segredo é se movimentar.

Não tenha medo de arriscar

Procurar um novo emprego por vezes pode trazer insegurança. Mas é essencial que você não tenha medo de arriscar: mesmo ao aplicar para o cargo dos sonhos, tente também outras vagas disponíveis.

Assim, caso a entrevista não dê certo, você ainda tem novas chances de se dar bem. Isso também evita o desânimo característico perante uma recusa e ajuda a amenizar expectativas muito altas, que nem sempre são saudáveis.

Mantenha a calma e leve uma vida saudável

Desenvolver um quadro de stress é algo ainda pior em uma situação de desemprego. Então, procure sempre manter a calma, ter pensamentos positivos e focar em todas as experiências e características profissionais positivas que você tem em seu histórico.

No dia a dia, leve uma vida com hábitos saudáveis. Faça um esporte e se alimente bem, para manter a saúde em dia e evitar maiores problemas. Do contrário, você nem mesmo terá forças para continuar a sua busca e poderá até mesmo se prejudicar no momento de uma entrevista.

Sem dúvidas, procurar um novo emprego é desafiador. Mas, assim como todas as etapas de nossa vida, essa terá pontos altos e baixos. Lidar com a frustração faz parte e você com toda a certeza conseguirá enfrentar essa dificuldade, desde que se concentre nessas dicas para não se deixar abater.

Sente-se mais animado para investir em sua recolocação profissional agora? Se sim, aproveite e compartilhe esse post em suas redes sociais. Quem sabe assim outras pessoas também não se sintam inspiradas?

Saiba como tornar seu perfil no LinkedIn mais interessante

Saiba como tornar seu perfil no LinkedIn mais interessante

A internet é uma ferramenta muito utilizada por quem busca novas oportunidades de emprego. Hoje, existem algumas redes sociais voltadas para essa missão, como por exemplo o LinkedIn.

Muito acessado por recrutadores, é possível que o candidato complete sua página com as informações mais relevantes acerca de sua vida profissional. E é possível até mesmo aplicar para uma entrevista caso a empresa disponibilize essa função por lá.

Mas como tornar seu perfil no LinkedIn mais interessante? Veja agora algumas dicas para sair na frente dos concorrentes!

Mostre suas principais habilidades no perfil no LinkedIn

Para começar, é fundamental usar suas habilidades a seu favor. Liste as cinco principais, para que seus colegas e conexões façam recomendações a respeito. Você não pode se avaliar, mas pode solicitar a eles uma posição.

Seja sucinto e escolha apenas as que você tem certeza de que se destaca, para não dar a impressão de que você está apenas querendo encher seu currículo. Com as palavras certas à disposição, poderá se diferenciar e demonstrar em poucas palavras exatamente do que é capaz.

Coloque uma boa foto

No perfil no LinkedIn, também é interessante usar uma boa foto. Evite colocar imagens muito descontraídas ou em momentos de lazer, pois esse é um ambiente estritamente profissional. Deixe as fotos com a família e os amigos para o Facebook e Instagram.

Selecione alguma em que esteja bem vestido, em um fundo neutro ou em um ambiente corporativo, como um escritório. Ou então, a depender das atividades que realiza, coloque alguma foto que demonstre na prática a sua formação, desde que não pareça muito informal.

Capriche em sua descrição

O perfil no LinkedIn permite uma descrição de até 2 mil palavras. Portanto, aproveite esse espaço para fazer uma boa apresentação, resumir seus interesses primordiais e descrever a sua experiência na área de atuação em questão. Vale colocar um resumo de sua principal especialidade, para já atrair rapidamente a atenção para o que você realmente deseja fazer.

Se quiser algo mais completo e convidativo, diga também o que você considera motivador e acrescente informações para contato. Tudo isso mostra disponibilidade e abertura para a abordagem do recrutador.

Compartilhe conteúdo relevante

Mostre-se sempre atualizado e interessado em sua área de atuação ao compartilhar conteúdo relevante. Artigos, notícias e produções acadêmicas são sempre bem-vindas, inclusive materiais de sua autoria.

Essa é uma excelente forma de fazer com que as pessoas associem seu perfil com dicas úteis. E, a partir disso, ele será muito mais valorizado e poderá chegar mais rapidamente a empresas e recrutadores.

Como é possível perceber, seu perfil no LinkedIn pode ficar cada vez mais interessante com todas essas sugestões em prática. Lembre-se apenas de que essa rede social é realmente exclusiva para networking, então procure sempre estabelecer conversas cordiais e demonstre educação em respostas, réplicas e recomendações.

Está em busca de uma recolocação profissional? Usar bem essa ferramenta pode, sim, abrir algumas portas. Mas para mais agilidade nos resultados, que tal descobrir 4 vantagens de se contratar uma consultoria para este fim?

O que NÃO colocar em um currículo?

O que NÃO colocar em um currículo?

Na hora de procurar por um emprego, o currículo é o documento mais importante. Nele, constarão suas principais experiências de trabalho e demais detalhes acerca de sua formação acadêmica.

Mas acredite: há quem não saiba selecionar muito bem as informações mais adequadas para essa apresentação. O que é importante acaba de fora, substituído por detalhes nem tão interessantes assim.

Diante disso, o que não se deve colocar em currículos? Se você ainda não sabe, aproveite as dicas deste artigo para melhorar o seu.

Não use a denominação “Curriculum Vitae”

Muitos candidatos ainda usam “Curriculum Vitae” como título deste documento. Contudo, ele está ultrapassado e deve ser evitado, assim como qualquer outro termo introdutório do gênero.

A primeira coisa que precisa ser localizada ali, na verdade, é o nome do profissional. Em seguida, seus dados pessoais, demais experiências e conhecimentos específicos. Lembre-se de que o recrutador já sabe muito bem o que está olhando e não precisa de outras indicações.

Evite colocar a numeração de seus documentos

Não existe nenhuma necessidade de colocar número de documentos em seu currículo. Em geral, eles são pedidos apenas no momento da contratação, juntamente a outros dados e documentações comprobatórias.

Além disso, é indispensável ter muito cuidado com a divulgação desse tipo de informação. Não se esqueça de que qualquer pessoa pode ter acesso a currículos, especialmente se eles forem divulgados também na internet.

Jamais aponte sua pretensão salarial no currículo

A pretensão salarial é outra questão que não deve ser abordada neste documento, a menos que a empresa solicite. Isso porque é muito importante que o candidato demonstre flexibilidade para negociações. Há também outros casos em que o salário não é alto, mas os benefícios valem a pena.

Tudo varia de acordo com os desejos do profissional. Colocar um número pode até mesmo fazer com que você perca a chance da entrevista, pois o recrutador julgará que você não está disposto a ganhar menos, se este for o caso. É mais vantajoso ouvir a proposta primeiro, para depois expor suas necessidades e anseios em relação a esse quesito.

Deixe as referências profissionais em uma folha à parte

As referências profissionais fazem a diferença em muitos casos de contratação. Porém, não precisam constar terminantemente no currículo. Neste caso, é melhor colocá-las em uma folha separada.

Mas atenção! Assim como a pretensão salarial, essas informações devem ser entregues apenas se solicitadas pelo possível contratante. Do contrário, não há qualquer necessidade de se dedicar a elas.

Por fim, não se esqueça de que não é preciso assinar seu currículo. Uma assinatura é necessária apenas em documentos como cartas e pedidos formais, por exemplo.

Pronto! Agora que você já sabe exatamente o que não colocar em currículos, está preparado para reformular esse documento e deixá-lo atualizado de acordo com este novo padrão.

E então, que tal passar para uma próxima etapa e descobrir agora quem são os 4 profissionais mais desejados por grandes empresas? Assim, você pode investir em suas habilidades e adequar seu perfil a esses pré-requisitos para conseguir uma boa oportunidade de emprego!

4 vantagens de contratar uma consultoria para recolocação profissional

4 vantagens de contratar uma consultoria para recolocação profissional

Voltar para o mercado de trabalho nem sempre é uma tarefa fácil. Muitos profissionais, na urgência de conseguir um novo emprego, acabam ficando perdidos e indo atrás de oportunidades que não se encaixam bem em seu perfil.

Quando, na verdade, esse momento exige calma, dedicação e muito planejamento. Então, por que não buscar ajuda especializada para ser bem-sucedido no processo de conquistar a tão sonhada vaga?

Aqui estão alguns dos principais motivos pelos quais vale a pena contratar uma consultoria para recolocação profissional. Confira!

1. Ao contratar uma consultoria para recolocação profissional, você tem uma gestão de carreira

É muito importante pontuar que ter um currículo bem redigido e se preparar para entrevistas de emprego nem sempre é suficiente para conseguir um bom cargo. Contratar uma consultoria para recolocação profissional permite exatamente que você vá além disso.

Essa é uma proposta para a gestão de sua carreira. O consultor responsável fará um acompanhamento de perto para que você esteja bem direcionado de acordo com seus propósitos e tome as próprias decisões. Tudo isso sempre de forma assertiva e alinhada com seus objetivos e expectativas profissionais.

2. Fica muito mais simples encontrar novas propostas

Nem sempre quando estamos por conta própria é fácil encontrar propostas de emprego, tanto formais quanto informais. Muitas vezes, a procura é feita em lugares errados e boas vagas são ignoradas, fazendo com que o processo de recolocação profissional demore ainda mais.

Diante deste contexto, ter auxílio especializado faz com que esse tipo de impasse seja eliminado. O consultor conseguirá fazer uma seleção precisa de processos seletivos para você, além de ajudá-lo a analisar as propostas uma a uma para ter a certeza de que se encaixam em seus desejos.

3. Sua autoconfiança e a autoestima voltam a crescer

Sem emprego, é comum que uma pessoa deixe a autoconfiança e a autoestima de lado. Afinal, ela entende que não tem capacidade para voltar a trabalhar e que outros candidatos possuem características melhores. Mas contratar uma consultoria para recolocação profissional ajuda a derrubar essas barreiras.

O apoio prestado melhora o desempenho em entrevistas e até mesmo apresenta novas possibilidades de atuação no mercado de trabalho que o indivíduo não sabia que tinha. É um guia para novas descobertas e para se libertar de rótulos: nem sempre você vai trabalhar para sempre naquilo que imaginava, porque pode fazer mais e melhor.

4. Você é aconselhado também em outros âmbitos profissionais

Para conseguir um emprego novo, você deve se planejar e se preparar, é claro. Porém, vale a pena ir mais além. Uma consultoria adequada para sua recolocação no mercado orienta também em outros âmbitos profissionais, para que você aperfeiçoe suas habilidades.

Por exemplo, você pode receber indicações de novos cursos para continuar a estudar e agregar mais itens ao seu currículo. Além disso, você também aprende a desenvolver novas competências, como a de liderança, de comunicação e de flexibilidade. Ou seja, consegue se transformar em um profissional totalmente renovado, o que é muito apreciado pelas empresas.

Viu só como é importante contratar uma consultoria para recolocação profissional?

Curta a nossa página no Facebook e se mantenha por dentro das novidades sobre recolocação profissional!

Recolocação profissional: como analisar ofertas de emprego?

Recolocação profissional: como analisar ofertas de emprego?

Diferentes fatores precisam ser avaliados, quando se trata de investir na recolocação profissional. Por exemplo, tomar decisões pautadas em razões consistentes é importante para entrar em uma nova empresa. Afinal, quando se trata de uma movimentação profissional, ter cautela é ideal.

Para ajudar você a saber o que considerar ao receber uma oferta de emprego, criamos este post. Leia até o final, e saiba os aspectos que merecem toda a sua atenção!

Atente-se às finanças da empresa

Informar-se sobre a saúde financeira de quem ofereceu um emprego a você é se assegurar quanto a solidez da proposta recebida. Isso é parte crucial da recolocação profissional, já que está ligada a você receber a contrapartida pelos seus esforços.

Então, busque conhecer a performance econômica da organização onde está considerando se empregar. Para isso, procure saber se o negócio tem mantido em dia o pagamento de fornecedores e colaboradores.

Conheça a cultura da organização

Quando se está prestes a fazer parte de uma organização, é importante entender os valores ela cultiva. Esse aspecto terá imensa relevância no dia a dia de trabalho, impactando diretamente a sua motivação e desempenho. Por isso, não descuide de levantar quais são os valores práticos que permeiam o negócio. Depois de averiguar esse ponto, veja se você tem realmente afinidade com o contexto organizacional.

Certifique-se em relação às exigências do cargo

Uma recolocação profissional bem-sucedida depende de o perfil atender às expectativas da organização quanto às responsabilidades do cargo. Nesse sentido, torna-se fundamental você saber com exatidão o que a empresa espera da sua atuação. A partir dessa clareza, é possível proceder uma autoanálise realista, com vistas a reconhecer se você é a pessoa certa para ocupar a posição oferecida.

Compreenda o estilo da gestão

Entender com é feita a gestão empresarial de uma empresa é perceber, de antemão, como será a sua rotina. Desse modo, procure conversar com quem tem vivência dentro da empresa e pergunte pelo perfil dos gestores aos quais você vai se reportar cotidianamente. Saber isso vai dar boas pistas sobre o nível de autonomia que você terá, e fornecerá subsídios para antecipar como será a sua vivência profissional.

Além de se atentar aos pontos acima elencado, tenha em mente que o sucesso da recolocação profissional também está ligado à satisfação de expectativas pessoais. Dessa maneira, procure reconhecer se a vaga em questão vai favorecer a evolução da sua carreira. Também busque a certeza de que a recolocação está alinhada aos seus planos para o futuro, em médio e longo prazo.

Conheça, agora, as soluções que a Employability tem a oferecer para a sua recolocação profissional!

3 dicas de como procurar emprego no Linkedin

3 dicas de como procurar emprego no Linkedin

O tempo em que procurar emprego era sair para entregar currículos impressos, ficou no passado. Agora, as soluções para recolocação profissional são muito mais ágeis e eficientes, pois usam todos os recursos da era digital. Nesse contexto, as redes que conectam perfis assumem imensa relevância.

Diante dessa nova realidade, o Linkedin representa autêntico destaque, já que é totalmente voltado ao mercado de trabalho. Inclusive, essa rede social está entre as principais ferramentas utilizadas pelas empresas, nos seus esforços de recrutamento e seleção de pessoal.

Mas, extrair o máximo desse recurso depende de explorar as suas possibilidades. Para ajudar você com isso, elencamos 3 dicas essenciais. Siga a leitura e descubra como procurar emprego no Linkedin!

1. Atente-se ao seu perfil

Embora o Linkedin cumpra com eficiência o papel de estabelecer proveitosas conexões, não basta criar um perfil nessa rede e ficar esperando. É preciso também estar atento a manter as informações atualizadas e condizentes com a realidade.

Veja que quanto mais completo e atualizado for o seu perfil, maior será a atratividade que ele terá para os recrutadores. Por isso, não descuide do preenchimento dos campos destinados aos seus dados. Lembre-se de inserir os novos cursos e habilidades adquiridas, sempre que houver esse tipo de atualização do currículo.

2. Tenha a clareza de que o Linkedin é uma rede profissional

Conhecer as boas práticas para usar na rede social com foco na vida profissional é fundamental a entender como procurar emprego no Linkedin. Isso porque conforme você se apresentar nesse espaço, seu perfil terá maior ou menor relevância para as empresas.

Então, escolha com cuidado as suas fotos, que devem ser sérias. Dê preferência às imagens nas quais você aparece sozinho, destacado sobre um fundo claro. Na hora de publicar e compartilhar conteúdos, procure focar nos temas que despertam atenção para a sua área de atuação.

3. Use as muitas funcionalidades da rede para a sua busca

O Linkedin oferece diversas funcionalidades para quem está à busca de colocação profissional. O espaço de busca por vagas conta com filtros que permitem procurar cargos e áreas de interesse, de acordo com a sua localização.

Além disso, a rede possibilita intenso networking, sendo que por meio dela você entra em contato com profissionais e empresas. Seguir as organizações nas quais você pretende fazer entrevista, é um jeito certeiro de saber das vagas divulgadas em seus perfis.

Agora que você já sabe como procurar emprego no Linkedin, queremos apontar mais uma dica valiosa. A nossa sugestão segue o sentido de indicar a você os serviços de quem mais entende de apoiar recolocação profissional. Essa empresa é a Employability, líder de mercado quando o assunto é conectar candidatos aos recrutadores das principais organizações de todos os segmentos. Com completa assessoria em carreira, seus serviços abrangem orientar estratégias para você turbinar o perfil no Linkedin, entre diversas outras soluções em empregabilidade.

Entre agora em contato com a Employability e conquiste aquela vaga dos sonhos!

Como demonstrar habilidades de liderança nas entrevistas?

Como demonstrar habilidades de liderança nas entrevistas?

Os recrutadores estão sempre atentos a determinadas características para encontrar o profissional ideal para preencher um cargo. O candidato, por sua vez, tem apenas duas maneiras de demonstrar que se encaixa nesse espaço.

A primeira delas é por meio de seu histórico registrado no currículo. E a segunda no momento da entrevista de emprego, onde poderá mostrar melhor suas capacidades, inclusive a de liderar.

Mas como é possível demonstrar habilidades de liderança em tão pouco tempo? Aqui estão algumas dicas para que você coloque em prática com segurança e sucesso!

Fale sobre experiências relevantes

Se suas habilidades de liderança estão marcadas em determinados momentos de sua vida, fale sobre eles. Isso inclui posições que envolvam grandes responsabilidades e equipes que estiveram sob sua direção.

Não basta apenas comentar o que você realizou de forma superficial ou citar seus objetivos. Na verdade, a melhor iniciativa é compartilhar histórias de sucesso, contar sobre projetos interessantes e fornecer elementos que realmente ilustrem essa capacidade para os recrutadores.

Mostre que você consegue solucionar problemas

Ser resiliente é uma das principais habilidades de liderança que alguém pode demonstrar. Portanto, fale sobre os desafios superados e obstáculos vencidos ao longo de sua vida pessoal e profissional que afirmem como você é capaz de solucionar problemas.

Acredite, até mesmo algo simples faz a diferença nesse sentido. Trabalhar para pagar a faculdade tem um efeito significativo tanto quanto uma tomada de decisões expressiva em seu antigo emprego. Mas selecione apenas alguns pontos que considera marcantes para não que a conversa não fique cansativa.

Veja quem pode endossar suas habilidades de liderança

Ter boas recomendações que endossem suas capacidades é essencial. Pessoas que trabalharam com você ou que já o viram em ação podem ajudar na construção de sua figura como líder.

Prepare junto ao currículo algumas referências e avise aos responsáveis que os recrutadores poderão entrar em contato. Assim, eles saberão exatamente o que falar na ocasião. Outra alternativa é levar cartas de recomendação que descrevam suas características e qualidades. Fale com antigos chefes e companheiros de profissão que o conheçam bem e peça esse material.

Tenha o comportamento de um líder

Durante a entrevista, toda a sua postura e o seu comportamento são minuciosamente avaliados. Sendo assim, compareça a esse compromisso com a imagem de um líder já formada, para que a mensagem seja passada de imediato e você consiga surpreender os recrutadores.

Ajuste sem tom de voz, vista-se adequadamente e treine sua linguagem corporal. Passe segurança através do contato visual e de um aperto de mão firme. Todas essas questões são indispensáveis se você quer evidenciar suas intenções e reforçar suas habilidades de liderança.

Como você pode ver, não é complicado demonstrar sua habilidade como um líder. Basta se concentrar nessas dicas e trabalhar em cima delas com afinco para obter resultados excelentes.

Ainda precisa de mais dicas para demonstrar outros lados de seu perfil, para além das habilidades de liderança? Descubra aqui os 4 profissionais mais desejados por grandes empresas, inspire-se e se prepare melhor para as próximas oportunidades!

5 comportamentos que podem arruinar sua carreira

5 comportamentos que podem arruinar sua carreira

Há uma série de atitudes e comportamentos que podem arruinar sua carreira profissional. E, em alguns casos, fazer com que um funcionário seja demitido. Mesmo que você seja extremamente qualificado e capaz em relação às suas atividades, esses fatores prejudicam sua reputação. Mas é claro que eles podem ser evitados.

É fundamental perceber que os bons comportamentos, como a ética ou uma imagem positiva, poderão se destruir com atitudes reprováveis. Neste sentido, há de se tomar bastante cuidado com diversos detalhes que remetem a nós mesmos e ao próximo. Selecionamos aqui 5 aspectos que, se não bem verificados, podem afetar sua carreira. Continue a leitura!

1. Atrasos e faltas sem justificativa prejudicam sua imagem

De acordo com pesquisas e profissionais especializados, atrasar ou faltar ao trabalho sem justificar dificulta seu crescimento profissional. Suas chances de crescer nesses ambientes ficam reduzidas. Fora casos de ausência (comprovada) por causas de saúde, não há o que explique excesso de falta ou atraso.

São comportamentos que podem arruinar sua carreira, pois ao “justificar”, são inventadas desculpas. Assim, o funcionário passa a ser visto como prescindível e não tão necessário. E não estar compromissado com sua empresa é algo que começa a ficar bem óbvio. Além disso, o ideal é que sempre procuremos mostrar-nos úteis no trabalho.

2. Os conflitos com os superiores e equipes podem arruinar sua carreira

Os melhores profissionais costumam mostrar serem sábios e maduros. Portanto, afastar-se e não se tornar o pivô de questões infrutíferas e polêmicas é essencial em seu trabalho.

Claro que são diversos os casos e níveis de insubordinações, mas muitas vezes isto é passível de pena, no sentido legal do termo.

3. A sua parte emocional pode facilitar comportamentos que podem arruinar sua carreira

A inteligência emocional constitui algo fundamental em todo tipo de ambiente profissional. Deixar questões emocionais virem à tona facilmente é um risco para a sua carreira. Esteja sempre focado no trabalho e o que lhe é pertinente.

Todo mundo passa por momentos complicados e tensos. Mas se controlar bem em tais situações é sempre bem-visto em um colaborador. Isso se aplica, de maneira especial, a gestores e cargos altos. Manter-se perto de quem é controlado nos deixa mais confiantes.

4. Fique sempre longe de comentários maldosos e da fofoca

Fofocas e conversas mal-intencionadas estão entre os comportamentos que podem arruinar sua carreira. Tanto pelo lado ético, quanto pela imagem negativa que isso pode lhe causar.

Isso não combina com o ambiente profissional e gera total desconfiança perante os outros. Prejudicam-se tanto o alvo da fofoca, quanto sua própria imagem.

5. Não se limite a fazer somente o mínimo esperado de você

Produzir o que lhe é solicitado, cumprindo corretamente o prazo, é ótimo. Porém, está longe de ser suficiente. Não faça somente o mínimo que é esperado de você. A imagem que isso passa é negativa. Mantenha-se sempre em busca de mais possibilidades de contribuir. Não fique esperando elas surgirem. Isso será visto com muito bons olhos pelos seus chefes.

Como podemos perceber, devem-se sempre evitar comportamentos que podem arruinar sua carreira. As condutas listadas no texto são apenas algumas das mais evidentes. Procure sempre aperfeiçoar estes e vários outros aspectos de suas atitudes no trabalho. Frisamos também a importância da educação e gentileza em qualquer ambiente corporativo!

Gostou das nossas dicas para se tornar cada vez mais um profissional correto e desejado pelas empresas? Esperamos tê-lo ajudado. Curta a nossa página no Facebook e fique atualizado sobre assuntos importantes como este!

Job Search: o que é e como aprimorar?

Job Search: o que é e como aprimorar?

Conquistar o posicionamento ideal no mercado de trabalho exige bastante planejamento e dedicação. Mesmo assim, nem sempre é possível alcançar os objetivos desejados ao ocupar a vaga atual. Nesse e em outros casos, há a necessidade de recorrer ao Job Search.

Esse é um processo que vai além da busca de vagas e envolve estratégia e metas para a carreira. Com as dicas certas, dá para torná-lo ainda melhor e aumentar suas chances de sucesso.

A seguir, veja o que é o Job Search e entenda o que fazer para ter um ótimo desempenho!

Afinal, o que é esse processo?

À primeira vista, o termo pode parecer complexo, mas o Job Search nada mais é que a procura por uma vaga de emprego. A cada vez que você considera uma vaga ou que envia um currículo, faz parte dessa etapa.

Comumente, ele é realizado por quem busca uma recolocação profissional no mercado após ser dispensado ou pedir demissão, por exemplo. No entanto, essas não são os únicos casos.

É possível encontrar pessoas que desejam um cargo melhor, por isso, começam a procurar, mesmo que já estejam empregadas. Também há quem execute a mudança de carreira, o que exige uma nova posição.

Como otimizar o Job Search?

Embora o significado do termo seja simples, é preciso entender que o processo tem alguns obstáculos. Então, o ideal é se preparar para realizar a etapa de forma produtiva e com maiores chances de sucesso.

Defina um objetivo

Para que tudo dê certo, estabeleça uma meta profissional, como o cargo que deseja ocupar e até o tipo de empresa que gostaria. Com isso em vista, fica fácil buscar e ficar pronto para as oportunidades corretas.

Cuide do currículo

Como o currículo é sua primeira apresentação para o empregador em potencial, ele precisa ter alta qualidade. Para começar o Job Search, refaça o documento e organize as informações, atualize os dados e garanta que ele tenha as características certas.

Aposte na capacitação

Em muitos casos, ocupar uma nova vaga também demanda habilidades inéditas. Então, ao longo da procura, aproveite para se capacitar por meio de cursos e outros modos de desenvolvimento. Quanto mais preparado estiver, maiores são as probabilidades de sucesso.

Faça networking

Enviar currículos é importante, mas não é o único meio de conquistar a vaga. Aposte no networking ao fazer bons contatos com profissionais da sua área e aumente suas chances. Além de participar de eventos da área, use a internet, como o LinkedIn, para firmar novos contatos. Ao se mostrar disponível e prestativo, você pode receber uma indicação.

Como uma assessoria de carreira pode ajudar?

Para colocar essas e outras dicas em prática, vale a pena ter suporte especializado. Ao falar em Job Search, nada melhor que contar com uma assessoria de carreira.

O empreendimento garante que você tenha todo o apoio para aumentar as suas oportunidades de sucesso. Com a otimização de currículo, a preparação para entrevistas de emprego e busca de oportunidades, as suas probabilidades de alcançar seu objetivo se multiplicam.

Se quiser obter essa performance, escolha um estabelecimento consolidado no mercado, com bons resultados e uma equipe especialista. Desse modo, sua carreira tem a chance de deslanchar.

O Job Search faz parte do desenvolvimento e da recolocação profissional. Com as técnicas certas e o auxílio de uma assessoria, você tem maiores chances de ser bem-sucedido na execução da etapa.

Está procurando uma assessoria para orientar o Job Search? Acesse o site da Employability e conheça mais sobre esse serviço.

4 profissionais mais desejados por grandes empresas

4 profissionais mais desejados por grandes empresas

O mercado de trabalho passa por constantes transformações, de acordo com as alterações da sociedade e dos negócios. Nesse sentido, é comum que certas vagas sejam mais procuradas e tragam melhores oportunidades. Atualmente, isso não é diferente, especialmente ao falar das grandes empresas.

Essas corporações têm necessidades específicas e, normalmente, estão na linha de frente do desenvolvimento. Para que se mantenham e até conquistem o crescimento, precisam dos especialistas com as habilidades certas.

Ao conhecer as vagas de destaque, você pode se preparar e, quem sabe, ocupar uma das posições. Para tanto, veja quais são os 4 profissionais mais desejados pelas grandes empresas.

1. O analista de negócios fomenta soluções variadas

O mercado está cada vez mais competitivo. As startups e as mudanças dos setores fazem com as necessidades tenham se transformado. Por conta disso, é necessário contar com uma atuação diferenciada.

As grandes empresas procuram manter sua hegemonia e, para isso, é preciso buscar novas estratégias. Nesse cenário, o analista de negócios se torna indispensável. Ele monitora os problemas, procura soluções, trabalha a inovação e ainda garante a diferenciação da concorrência.

Para quem quiser uma recolocação no mercado, essa é uma boa oportunidade, porque compreende diversas formações voltadas para negócios.

2. O engenheiro de automação tem tudo a ver com a era digital

A tecnologia já faz parte dos empreendimentos e entre os de porte grande isso é ainda mais intenso. É por isso que os cargos de engenheiro de software e de desenvolvedor têm se desenvolvido. Mas com foco no futuro, também há um especialista muito desejado: o engenheiro de automação.

Esse profissional atua no setor de eletromecânica e planeja e executa os projetos para automação de processos. Pode ser, por exemplo, o responsável por transformar a planta de uma fábrica em uma versão totalmente inteligente. Então, vale ficar de olho.

3. O cientista de dados melhora a inteligência dos negócios

Outro profissional muito desejado pelas grandes empresas é o cientista de dados. O especialista trabalha com diversos recursos de integração de dados e análises completas. Com isso, ele consegue entender quais são os gargalos, as oportunidades e até o comportamento do consumidor.

As ferramentas principais, conhecidas como Big Data e Business Intelligence, incluem enormes volumes de dados de várias origens. Com o tratamento correto, as informações apresentam o cenário completo do negócio, o que garante uma vantagem competitiva para o empreendimento.

4. Os profissionais C-Level estão entre os mais desejados por grandes empresas

De maneira geral, estabelecimentos de porte elevado têm diversos setores. A divisão facilita o gerenciamento, mas é preciso contar com executivos alocados em cada área. O CIO, por exemplo, é voltado para tecnologia, enquanto o CFO é o Diretor Financeiro. Também há muitos outros cargos e todos são cruciais para o sucesso.

Como os profissionais que ocupam essas posições nas grandes empresas são especialistas, são encontrados com menor facilidade. Então, as vagas executivas ou C-Level são muito desejadas pelos negócios de destaque. Ao se colocar adequadamente, você pode ocupar uma das vagas.

Os profissionais disputados pelas grandes empresas reúnem conhecimentos essenciais para o presente e para o futuro das organizações. Ao se preparar corretamente, você tem a chance de explorar essas possibilidades da melhor forma!

Não perca mais nenhuma dica de carreira! Curta a nossa página no Facebook e fique sempre por dentro das novidades.

Cadastre-se na Newsletter
X

Receba nossos conteúdos por e-mail.
Clique aqui para se cadastrar.